ANPG esclareceu empresas interessadas – Exploração onshore mostra potencial e desafia investidores

Ultimas Noticias

A Agência Nacional de Petróleo, Gás e Biocombustíveis (ANPG) juntou esta manhã, numa transmissão ao vivo realizada a partir do Museu da Moeda, um conjunto de empresas nacionais interessadas em desenvolverem actividades de exploração e de produção no âmbito do processo de Licitação 2020 para a exploração petrolífera das Bacias Terrestres do Baixo Congo e do Kwanza.

Inscreveram-se neste encontro cerca de duzentas empresas, para obterem informação sobre o enquadramento legal e contratual, a certificação das empresas pelo Ministério dos Recursos Minerais, Petróleo e Gás, o acesso às terras a licitar, as variáveis ambientais, o pacote de dados, os termos fiscais e contratuais, as oportunidades de desenvolvimento regional e fomento do conteúdo local e sobre o Processo de Licitação 2020, cujo arranque está previsto para o último trimestre deste ano.

Das mensagens mais relevantes apresentada pelos quadros seniores da ANPG, destacam-se “o relançamento da exploração e da produção de hidrocarbonetos nas zonas terrestres das Bacias do Baixo Congo e do Kwanza; a promoção das alternativas de desenvolvimento acelerado; a diminuição do declínio da produção através do incremento da actividade de exploração e descoberta de novos recursos, assim como o estímulo à criação de pequenas e médias empresas no sector petrolífero angolano e a promoção  e a integração de mão-de-obra qualificada angolana nos projectos que venham a ser desenvolvidos”.

Paulino Jerónimo, Presidente da ANPG, que assistiu ao encontro acompanhado dos restantes membros do Conselho de Administração, fez questão de sublinhar um outro ponto relevante. “As licitações, a que daremos início no último trimestre de 2020, destinam-se a todas as empresas interessadas no desenvolvimento e rentabilização do sector petrolífero angolano. Queremos receber propostas de empresas nacionais tanto quanto queremos receber propostas de empresas estrangeiras – das que já colaboram connosco e das que tenham capacidade e olhem para o nosso país como um bom destino dos seus investimentos. O Executivo e a ANPG estão comprometidos com esta dinâmica e com a manutenção da relevância do sector petrolífero em Angola, motivo pelo qual estamos inteiramente disponíveis para ouvir todos os intervenientes que nos procurem. E estamos seguramente empenhados no sucesso deste novo processo de licitações”.

Recorde-se que a 28 de Maio a ANPG informou a todas empresas que estava disponível o Pacote de Dados referente aos blocos para a exploração petrolífera nas Bacias Terrestres do Baixo Congo (CON1, CON5 e CON6) e do Kwanza (KON5, KON6, KON8, KON9, KON17 e KON20) – os mesmos que hoje foram apresentados aos empresários.

Este evento veio dar continuidade ao trabalho em curso e aos contactos entre a ANPG e os seus possíveis futuros parceiros.

As entidades que pretendam consultar os dados das bacias supracitadas e outras disponíveis, bem como participar num Data Show Room a realizar pela concessionária nacional em data a anunciar, devem manifestar o seu interesse através da página web da ANPG (www.anpg.co.ao).

Notícias relacionadas