Para além de reduzir os custos dos projectos e os prazos de execução, a solução inovadora a ser implementada vai contribuir para a criação de cerca de 500 postos de trabalho.

Cabinda, 18 de Fevereiro de 2020 – A Agência Nacional de Petróleo, Gás e Biocombustíveis (ANPG), na qualidade de Concessionária, Reguladora e Fiscalizadora do sector no segmento upstream, e a CABGOC (Cabinda Gulf Oil Company Limited), subsidiária da Chevron, apresentaram hoje um novo modelo de fabricação padronizada de plataformas e exploração de campos petrolíferos. A inovação tem como base a utilização do modelo de fábrica conhecido pela designação inglesa Stacked Template Structure (STS), em português, plataforma suportada por condutores.

Trata-se do novo conceito de simplificação de estruturas em instalações offshore que será aplicado pela primeira vez em Angola, no campo petrolífero do Lifua A, localizado no Bloco 0, na província de Cabinda. Os componentes da plataforma de estrutura modular serão construídos no estaleiro Algoa, em Malembo.

É uma solução inovadora que vai reduzir os custos dos projectos, os prazos de execução e contribuir para a geração de postos de trabalho localmente.

Para o Presidente do Conselho de Administração da ANPG, Paulino Jerónimo, concorreu para a materialização do projecto a aprovação pelo Ministério dos Recursos Minerais e Petróleos da Declaração de Descoberta Marginal. “O projecto é reflexo da iniciativa governamental para melhorar o ambiente de negócios no País, com a aprovação do Decreto 6/18, referente aos Campos Marginais. O mesmo vai gerar cerca de 500 empregos directos para a população de Cabinda”, frisou.

“A Chevron opera em Angola há mais de 60 anos e consideramos que o modelo de fabricação irá optimizar a nossa produção pois trata-se de uma solução menos dispendiosa que rentabiliza as estruturas existentes do Bloco 0 e irá gerar a criação de empregos e a capacitação de quadros angolanos; será um conceito feito em Angola, por angolanos e para angolanos”, referiu Derek Magness, Director Geral da CABGOC.

O acto contou com as presenças do Governador Provincial de Cabinda, Marcos Alexandre Nhunga, do Ministro dos Recursos Minerais e Petróleos, Diamantino Azevedo, do Administrador da Agência Nacional de Petróleos, Gás e Biocombustíveis (ANPG), Belarmino Chitangueleca, e parceiros do Bloco 0.

 

previous arrow
next arrow
Slider